imprensa

ASSINADOS OS CONTRATOS PARA CONSTRUÇÃO E FISCALIZAÇÃO DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO VARGEM LIMPA

A Prefeitura Municipal e o DAE assinaram na tarde desta quinta-feira (12) os contratos referentes à construção e fiscalização das obras da Estação de Tratamento de Esgoto, ETE Vargem Limpa.

O contrato para a construção da Estação foi assinado entre a empresa COM Engenharia e Comércio Ltda., de Valinhos (SP), e a Prefeitura Municipal no valor de R$ 129.229.676,07. Já a autarquia assinou o contrato com o consórcio formado pelas empresas SGS-Enger e JHE, que irá prestar os serviços de assessoria técnica de engenharia em gerenciamento e fiscalização das obras da ETE pelo valor de R$ 6.938.309,83.

Compuseram a mesa de abertura o prefeito Rodrigo Agostinho, o presidente do DAE Giasone Cândia, o Gerente Regional da CAIXA, José Orlando Garla, o vereador Fernando Mantovani (representando a Câmara Municipal), o diretor da empresa COM Engenharia, Magnus Machado, e o representante do consórcio, João Alberto Viol.

A cerimônia das assinaturas aconteceu na Associação Comercial e Industrial de Bauru (ACIB) e ainda contou com a presença dos secretários Renato Purini (Desenvolvimento Econômico), Levi Momesso (Administrações Regionais), Antonio Francisco Maia (Agricultura e Abastecimento), Roger Barude (Esportes), Sidnei Rodrigues (Obras), Darlene Tendolo (Bem Estar Social), Maurício Porto (Jurídico), Lázzara Rodrigues (Meio Ambiente), dos vereadores Raul Gonçalves de Paula, Marcos Antonio de Souza e Artemio Caetano Filho, dos representantes da CAIXA, Carlos Traballi, Sérgio Amadeu, Adriano Mininel e Jorge Camilo, do Gerente de Governo do Banco do Brasil, Adilson Magalhães, do presidente da Acib, Paulo Martinelo, a diretora da Acib e presidente do Conselho Fiscalizador do Fundo de Tratamento de Esgoto (FTE), Patrícia Rossi, todos os diretores de divisão do DAE e demais autoridades.

Durante o encontro, o Gerente Regional da CAIXA, José Orlando Garla, destacou o empenho e esforço do governo municipal em conquistar a fundo perdido os recursos para construção da Estação.

O vereador Fernando Mantovani falou que ?a assinatura do contrato para a construção da ETE trata-se de um momento histórico para a cidade, sonhado por diversos bauruenses?.

O presidente Rodrigo Agostinho agradeceu o comprometimento de todos que participaram dessa importante conquista, desde a obtenção do recurso junto ao governo federal até a equipe que trabalhou no processo licitatório. Falou ainda do avanço ambiental que o município terá com a conclusão da obra e da importância de conseguir a verba a fundo perdido em plena crise nacional. ?A ETE vai proporcionar melhor qualidade de vida à população de Bauru e ainda teremos a possibilidade de geração de novos empregos durante as obras,? destacou.

O chefe do Executivo também comentou que quando a obra da Estação estiver finalizada todos os interceptores de esgoto necessários para garantir o tratamento de esgoto já estarão implantados. Hoje, o município conta com 80 quilômetros de interceptores assentados e outros 11 quilômetros que estão sendo instalados às margens do rio Bauru e córrego Água Comprida.

A diretora da Divisão de Planejamento do DAE, Nucimar Paes, apresentou um histórico do processo para viabilização da construção da Estação e também explicou como será a sua construção, operação e fases de tratamento.Representantes das empresas vencedoras das licitações fizeram históricos das empresas e comentaram sobre as principais obras já executadas e fiscalizadas e os serviços que deverão ser desenvolvidos.

Os recursos para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto Vargem Limpa foram viabilizados a fundo perdido pelo Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), com contrapartida do município. Na obra serão investidos R$ 118 milhões pelo Governo Federal e cerca de R$ 11 milhões pelo Fundo de Tratamento de Esgoto. A contratada terá o prazo de 18 meses para o término da obra, contados da expedição da Ordem de Serviço da Prefeitura.

Os serviços de assessoria técnica de engenharia em gerenciamento e fiscalização das obras da ETE também serão custeados pelo FTE. O consórcio vencedor do processo licitatório será responsável pelo acompanhamento de todas as etapas do processo construtivo descritas no projeto executivo da ETE, recebimento e aferição do material fornecido, vistoria final para aceitação definitiva dos serviços e acompanhamentos de eventuais pendências, entre outras atividades que deverão ser desenvolvidas.


A obra

A área destinada à construção da ETE conta com 150 mil metros quadrados e está localizada próxima ao Rio Bauru e Ribeirão Vargem Limpa. A Estação terá capacidade para tratar inicialmente 1.305 litros de esgoto por segundo.

Na primeira etapa, até 2020, serão implantados três módulos, com capacidade de atendimento de 477 mil pessoas (cada módulo para 159 mil habitantes). Até 2030 atenderá uma população estimada de 587 mil habitantes, com quatro módulos.

A ETE será composta por sistema biológico de tratamento com Estação Elevatória de Esgoto Bruto, Desarenador, Reator UASB, Filtro Biológico Aerado, Decantadores, Desinfecção e Tratamento de Lodo.

____________________
Assessoria de Imprensa - DAE/Bauru


imprima »

Contato

Bauru: 0800-7710195
Ligações por celular: 14-3235-6140 / 3235-6179
Outras localidades: 14-3235-6100

Endereço: Rua Padre João, 11-25
Vila Santa Tereza
CEP 17012-020
Bauru - SP

E-mail: dae@daebauru.sp.gov.br

MAIS INFORMAÇÕES
Visite nossa página de contatos

Poupatempo

Atendimento ao público
Endereço: Av. Nações Unidas, 4-44

Horário de funcionamento
de segunda a sexta das 8h às 17h e sábados das 8h às 13h